2020-10-07Comunicados à Imprensa

AGCO/Fendt – Resultados perfeitamente respeitáveis

Para a Fendt e, de fato, para todo o mundo, 2020 ficará para a história como um ano extraordinário - o ano do corona. E Christoph Gröblinghoff, Vice-Presidente, Brand Head Fendt EME e Presidente do Conselho, parecia ainda mais feliz na conferência internacional de imprensa da AGCO/Fendt realizada no dia 7 de outubro de 2020, no Fendt Forum em Marktoberdorf, enquanto relatava sobre o mercado de máquinas agrícolas relativamente estável e sobre a evidente força da marca Fendt nestes tempos de crise. Apesar da pandemia atual, a Fendt pode fechar 2020 com resultados muito bons.

2020-10-07Comunicados à Imprensa

AGCO/Fendt – Resultados perfeitamente respeitáveis

Para a Fendt e, de fato, para todo o mundo, 2020 ficará para a história como um ano extraordinário - o ano do corona. E Christoph Gröblinghoff, Vice-Presidente, Brand Head Fendt EME e Presidente do Conselho, parecia ainda mais feliz na conferência internacional de imprensa da AGCO/Fendt realizada no dia 7 de outubro de 2020, no Fendt Forum em Marktoberdorf, enquanto relatava sobre o mercado de máquinas agrícolas relativamente estável e sobre a evidente força da marca Fendt nestes tempos de crise. Apesar da pandemia atual, a Fendt pode fechar 2020 com resultados muito bons.

Antes de detalhar o desenvolvimento de mercado e negócios, Christoph Gröblinghoff agradeceu a Martin Richenhagen, que se aposentará no final do ano, em nome da administração, do conselho de trabalhadores e de todos os funcionários da Fendt, por seu apoio e sua cooperação excepcional. "Por quase 16 anos, Martin Richenhagen conduziu a AGCO ao sucesso e foi um grande embaixador da marca Fendt. Como CEO do Grupo e Presidente de longa data do Conselho de Supervisão da AGCO GmbH, Martin inspirou com frequência o Conselho de Administração da AGCO e os membros do Conselho na sede da AGCO nos EUA a implementar grandes investimentos e projetos na Alemanha, sob a marca Fendt”, disse Gröblinghoff. Ele citou exemplos, incluindo a construção das novas instalações de produção de tratores em Marktoberdorf e Bäumeheim, a aquisição e expansão das instalações de tecnologia de colheita de forragem em Hohenmölsen, Wolfenbüttel, Waldstetten e Feucht, a decisão de inicializar os principais projetos de desenvolvimento na série Vario (do Vario 200 ao 1000) o lançamento e expansão da central de atendimento ao cliente do Fendt Forum e do centro digital DCX AGCO em Marktoberdorf.

"A AGCO investiu um total de cerca de um bilhão de dólares americanos em nossas instalações AGCO alemãs e no desenvolvimento de tratores Fendt nos últimos 16 anos. Como nenhum outro, Martin promoveu intensamente a marca Fendt e ainda não existiu ninguém que tenha exigido tanto dela. O sucesso e a ascensão da marca Fendt, especialmente na era Richenhagen, falam por si; o número de funcionários mais que dobrou, as vendas de tratores aumentaram 70% e a expansão bem-sucedida da extensa linha de tratores, colheitadeiras, colhedoras de forragem e pulverizadores da Fendt apresentou um progresso surpreendente", disse o presidente do Conselho de Administração da AGCO/Fendt, resumindo a história de sucesso antes de desejar a Martin Richenhagen tudo de melhor para seu futuro.

Fendt em tempos de corona

“Desde março de 2020, trabalhamos intensamente nos efeitos da crise do corona. Do final de março ao final de abril de 2020, apesar dos bons volumes de pedidos, tivemos que suspender nossa produção de tratores e a maior parte de nossa produção de colheitadeiras por cinco semanas. Isto ocorreu devido ao fechamento de fábricas terceirizadas na Itália e na França, como resultado do rápido agravamento da pandemia de coronavírus. Aproveitamos para preparar a empresa, implementando inúmeras medidas para proteger ao máximo todos os nossos colaboradores. A produção nas instalações da Fendt tem ocorrido sem mais intercorrências relacionadas à covid desde o início de maio. No final de setembro, conseguimos recuperar pouco mais da metade da produção acumulada pelo setor de tratores”, disse Gröblinghoff, descrevendo a situação atual neste período de pandemia. Ele passou a afirmar de forma clara que "a Covid-19 nos manterá ocupados até 2021 e que agora aprendemos a viver e a trabalhar com o vírus. Como fonte de alimentação, a agricultura é inerentemente importante e, com algumas exceções, dificilmente afetada pela crise do corona. Então, felizmente, o setor de tecnologia agrícola está funcionando normalmente como um todo. A seca regional e, atualmente, a peste suína africana estão tendo um impacto muito maior na agricultura atual do que a pandemia."

Reinício da produção com amplas medidas de segurança

CEMA Business-Barometer

"Após números ligeiramente melhores em janeiro e fevereiro de 2020, março, abril e maio foram afetados pela crise do corona e rapidamente entramos nas profundezas da recessão", disse o presidente do Conselho de Administração da AGCO/Fendt sobre o clima no setor de tecnologia agrícola da Europa, que é mapeado pelo Business Barometer, emitido mensalmente pela CEMA (a associação europeia que representa a indústria de máquinas agrícolas). “Ninguém sabia o quanto o vírus interferiria nas empresas de engenharia agrícola e nos mercados de equipamentos agrícolas. Mas se tornou rapidamente obvio que o negócio de tecnologia agrícola continuava estável e o clima melhorou com a mesma rapidez. Em setembro, a indústria está registrando vendas um pouco maiores em comparação com o mesmo período do ano passado."

Mercado de tratores na Alemanha: agradavelmente estável

“O mercado de tratores na Alemanha está agradavelmente estável no Ano do Corona de 2020. De janeiro a agosto de 2020, houve um total de 21.219 novos registros de tratores. Isto equivale a 6% a mais que no mesmo período do ano passado. Agricultores e empreiteiros não serão afetados e estão realizando investimentos consideráveis em novas máquinas. A Fendt continuou a expandir sua posição de liderança no mercado nos primeiros 8 meses. A Fendt está de longe no primeiro lugar, com 23,3% da participação de mercado de 0 cv e 28,4% na de 51 cv. E, claro, estamos muito satisfeitos por termos melhorado ainda mais nossa excelente posição nos últimos anos, no que diz respeito a tratores de grande porte. Na faixa de potência de mais de 200 cv, a Fendt ocupa o primeiro lugar com 40,1% de participação de mercado. A partir dos 400 cv, quase todos os tratores na segunda posição são Fendt das séries 900 ou 1000 Vario. Estamos muito satisfeitos com a crescente aceitação entre empreiteiros e grandes fazendeiros”, disse Gröblinghoff, enfatizando que "mesmo em tempos de crise, as compras remotas que estão sendo realizadas se devem a relacionamentos de longa data entre parceiros de vendas Fendt, clientes Fendt e a Fendt como fabricante".

A Fendt ganha mais participação de mercado na Europa

"Os mercados de tratores na Europa variam em seu desenvolvimento", confirmou Gröblinghoff, dizendo que seu foco está nas regiões da Europa Ocidental, Central e Oriental, que são importantes para a Fendt na região EME (Europa, Oriente Médio) da AGCO. Ele disse que não estava contando com os mercados da Turquia, Oriente Médio e Argélia, porque eles se interessam principalmente por máquinas pequenas que não são oferecidas pela Fendt. “Existem mercados na Europa com volumes crescentes ou estáveis, como na Alemanha, Suíça, Suécia, Polônia e Áustria. Mas também existem mercados de volume com quedas de dois dígitos em alguns casos. Isto inclui a França, Itália, Reino Unido, Espanha, Noruega, República Tcheca, Hungria e Romênia. No geral, esperamos uma queda de mercado na Europa de cerca de 6% - de 171.000 em 2019 a cerca de 160.000 unidades em 2020."

“É excelente ver a Fendt continuar acumulando ganhos em sua participação de mercado, de acordo com os dados mais recentes. A participação de mercado atual da Fendt na Europa está acima da marca dos 10%. Isto é um reflexo do esforço combinado dos parceiros de vendas regionais da Fendt e das equipes de vendas e marketing da Fendt."

downloads